segunda-feira, 9 de março de 2009

Edy Lima

Recebemos, pela mão do nosso amigo Cláudio Fragata, escritor brasileiro, esta entrevista que foi publicada ontem, dia 8 de Março, no jornal O Estado de São Paulo.
A entrevistada foi Edy Lima que nos autorizou a publicação neste nosso blogue.
Parte 1

Parte 2

(Dê duplo clique sobre a imagem para aumentar o tamanho.)

11 comentários:

Anónimo disse...

Para mim esse artigo parece-me interessante porque essa entrevista explica-nos o outro lado da vida de Edy Lima. Podemos descobrir que quando ela era uma mocinha era mais feminista, bem antes de se queimarem sutiãs, mas também podemos ler nesse artigo que Edy Lima tinha escrito uma carta aos 9 anos para Monteiro Lobato. Como já tinha dito esse artigo resume a vida inteira de uma escritora com 85 anos hoje, e também nos explica tudo sobre ela e como construiu a vida dela. Acho que é um exemplo para seguir quando crescermos mais um bocadinho.

Anónimo disse...

Acho esse artigo interessante e da'-nos mais informação sobre a vida que Edy Lima teve. Percebemos mais os seus livros porque sabemos a sua vizão da vida. Passando pela sua vida de feminista precoce e pela paixão que Monteiro Lobato tinha por ela. Sabemos também que aos 9 anos escreveu-lhe uma carta a pedir-lhe um retrato. Esse reponde-lhe com uma dedicato'ria. E ela fala-lhe da vontade que tinha de viver em São Paulo.
E' um artigo interessante que nos conta a sua vida em pormenores.
Alice

Tomatinho disse...

Para mim esse artigo é interessante porque essa entrevista explica-nos o outro lado da vida de Edy Lima. Podemos descobrir que quando ela era uma mocinha era mais feminista, bem antes de se queimarem sutiãs, mas também podemos ler nesse artigo que Edy Lima escreveu uma carta aos 9 anos para Monteiro Lobato. Esse artigo resume a vida inteira de uma escritora que tem hoje 85 anos, e também nos explica tudo sobre ela e como construiu a sua vida. Acho que é um exemplo para seguir quando crescermos mais um bocadinho.

Tomatinho

Lisi disse...

Eu gostei muita da intervista à Edy Lima, é muito interessante e faz-nos descobrir a sua vida fora da escrita. Ela é uma escritora muita apreciada pelo publico infanto-juvenil e o seu livro A Vaca Voadora teve um sucesso imenso, mas também foi editora de discos para crianças, autora de peças de teatro e de novelas na TV.
Ela combatia o consumismo.
A sua vida é muito captivante e faz-nos descobrir muito mais coisas sobre ela.
Parabens à Edy Lima e ao jornal O Estado de São Paulo que fez a intervista.
Lisi

Anónimo disse...

Acho também que este artigo é interessante e que resume bem a bela
vida desta feminista que lutou muito.
Esta "jovem" de 85 anos revelou a sua alma de escritora desde os seus 9 anos com um primeiro poema dedicado a "Monteiro Lobato".Ela é um bom exemplo aos futuros escritores.E escritoras!

dapvdm

Anónimo disse...

Nesse artigo de jornal podemos ver a vida de uma artista que sempre foi nos combates feministas , queria mostrar que as mulheres existiam e consegui . E um exemplo a seguir . Teve tao aventuras com pessoas conhecidas como Monteiro Lonbato.
CM PUNK

Anónimo disse...

O artigo conta a vida de Edy Lima; é um pouco comprido mas é muito interessante. Mostra como Edy Lima conseguiu tornar-se escritora. Mostra também o seu lado feminista e descreve a relação que ela teve com Monteiro Lobato.

FGTA

Micah disse...

Gosto do artigo pois podemos ver Edy Lima de diferentes maneiras, não so a de uma escritora infantojuvenil. Vemos também que para ela não foi assim tão facil de chegar onde ela chegou.
Admiro-a por sua coragem.

Superbenfica disse...

Edy Lima é uma mulher de armas que combate para ter o que quer. Aos 9 anos jà tinha grande gosto pela leitura. É incrivel como uma pessoa de escritora de contos para revista a uma escritora famosa. A alegria e a vivacidade de Edy Lima foram as chaves para o seu sucesso. E também se notam no seu trabalho.

MAXPT disse...

Esta entrevista de Edy Lima refere uma época em que as mulheres não tinham ousadia suficiente para abrirem certas portas do mundo profissional.Edy Lima, com seu espírito de liberdade, entrou no jornalismo com 20 anos. Desde então, nunca deixou de escrever, até agora. Aos 85 anos, continua com uma energia fantástica e a última frase da entrevista mostra-nos um verdadeiro sentido de humor.

Caro disse...

Achei esta artigo muito interessante porque podemos aprender muito sobre a vida de Edy Lima. Antes de ler este artigo, pensava que Edy Lima sempre tinha sido uma escritora. Mas não, também foi jornalista. Fiquei a saber que foi aos 19 anos que publicou o seu primeiro conto e que aos 20 anos foi para São Paulo.? Fiquei a saber muito mais coisas sobre esta escritora. Foi uma boa ideia terem posto este artigo de jornal no blogue porque assim toda a gente pode conhecer a vida de Edy Lima.
Caro